O Município

Dados do município

Dados do município/localização

Aniversário: 15/05/1957
Fundação: 11/04/1957
Gentílico: QUIXEREENSE
Unidade Federatíva: CEARÁ
Mesoregião: JAGUARIBE
Microregião: BAIXO JAGUARIBE
Distância para a capital: 176,00

Dados de características geográficas

Área: 617,00
População estimada: 21728
Densidade: 31,00
Altitude: 30
Clima: SEMI-ÁRIDO
Fuso Horário: UTC-3
Quixeré surgiu a partir do aldeamento indígena conhecido como “Tabuleiro”. Os pioneiros da colonização foram Manuel Felipe da Silva, responsável pela primeira construção residencial, e Cândido Chicó, que construiu o primeiro estabelecimento comercial, em 1840.

Na Segunda metade do século XIX, o povoado se desenvolveu graças as atividades missionárias trazidas pela construção da primeira igreja. Era distrito de Russas quando passou a município por força da lei nº 3.573, de 11 de abril de 1957. A instalação efetivou-se em 15 de maio do mesmo ano, data em que se comemora o Dia do Município.
A cidade de Quixeré é constituído de terrenos alunvionais do baixo-Jaguaribe e das encostas e planalto da serra do Apodi, todas muito férteis. O município surgiu a partir do aldeamento indígena conhecido como “Tabuleiro”. Os pioneiros da colonização foram Manuel Felipe da Silva, responsável pela primeira construção residencial, e Cândido Chicó, que construiu o primeiro estabelecimento comercial, em 1840. Também chegaram a localidade, naquela época as famílias de Manuel Xavier da Silva e Antônio Costa.

Na Segunda metade do século XIX, o povoado se desenvolveu graças as atividades missionárias trazidas pela construção da primeira igreja. A paroquia de Quixeré, cuja padroeira é nossa senhora Imaculada Conceição, foi criada em 1941.

Quixeré era distrito de Russas quando passou a município por força da lei nº 3.573, de 11 de abril de 1957. A instalação efetivou-se em 15 de maio do mesmo ano, data em que se comemora o Dia do Município.

IBGE - Enciclopédia dos Municipios Brasileiros.
Sampaio Filho, Dorian
História dos Municípios do Ceará; Fortaleza; RBS Editora, 2003.
CLIMA
Tropical quente semi-árido em todo o território, tem um clima caracterizado por temperaturas mínimas em torno dos 23 °C e máximas de 32 °C, e por precipitação de chuvas de 750 mm em base anual.

PECUÁRIA
O rebanho pastoril é representado por reses, criações de gados, como boi e vacas, cavalos, bestas, porcos, ovelhas e carneiros, bodes e cabra e tembém granja de galinhas.

MEIOS DE TRANSPORTE
Os meios de transporte mais utilizados na cidade de Quixeré são: caminhão, carreta, Jeep, Fusca, F1000, trator, ônibus, caçamba, moto, bicicleta, carroça, charrete, entre outras.

INDUSTRIAS
As principais indústrias presentes no município de Quixeré são: madereiras, padarias, oficinas, curtumes e indústrias transformadoras dos produtos derivados da carnaúba, como a palha e a cera.

ARTESANATO
Temos artesanatos de palha, gesso, crochê e tricô.

Contituí-se do distrito sede (01), que compreende a zona urbana, e dos distritos ou zona rural (03):

* SEDE;
* Água Fria;
* Boqueirão;
* Lagoinha.
Área: 280 436 km² [2]
População: 19 412 hab. IBGE/2010
Densidade: 31,47 hab./km²
Altitude: 30-90 m
Clima: Semi-árido
Fuso horário: UTC-3

HINO DO MUNICÍPIO

Ante as matas e a serra altaneira,
De que vemos, ao longe, o perfil,
A cidade se estende e enfileira
Seus brasões em louvor do Brasil!

(Refrão)
Nossa gente que luta e que avança
Nas conquistas da paz e da fé
Tem no peito imortal confiança:
O bom Deus guiará Quixeré.

Sobre a torre divisa-se imagem
Que a glória da nossa Matriz,
E do cimo abençoa a paisagem
Que Maria protege e bendiz!

Na planície, entre a verde floresta,
Crescem belos, gentis carnaubais...
A opulenta cultura é a festa
Deste povo operoso e audaz!

Laranjais que florescem no vale,
Enchem o campo de agrado e olor...
O gorjeio das aves se cale
Neste instante de unção e de amor!

Bandeira do Município

A Bandeira do Município de Quixeré criada pelo Dr. Temístocles Brito de Sena, Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, f Dr. Temístocles Brito de Sena, Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo oi iniciativa da vereadora Maria Ivone Brito de Sena cujo projeto apresentado foi aprovado pela Câmera Municipal e sancionado pela Lei Municipal Nº. 19 de 11 de fevereiro de 1972, pelo prefeito Luis Lopes sombra.As cores e símbolos do nosso pavilhão representam as realidades individualizantes de nossa terra.O Verde representa os carnaubais, marco paisagístico da Várzea. O Branco representa a paz, a pureza a integridade e o algodão, riqueza da chapada do Apodi até o início dos anos 80. O azul símbolo de tendência para o infinito representa nosso céu. No centro da bandeira está o escudo dividido em três partes: na superior dominando-lhe a metade, tem-se o sol nascente réplica parcial das armas do nosso Estado. Na inferior, tem-se à esquerda do observador, o símbolo da serra e à direita, o rio que dera o nome à nossa cidade, que lhe é ribeirinha. Emoldurando o brasão tem na parte superior uma estrela simbolizando o ideal de nossa gente. E embaixo o dístico onde se lê “IN JURI EST ORD” no direito está a ordem. Ladeando-o, dois ramos de algodão. Afirmação clara e ostensiva da fonte de economia da época em nosso município.

NOTÍCIAS

#Informativo | 07 DE JULHO DE 2020

A campanha “Sinal vermelho contra a viol◊ncia dom◊stica” ◊ uma campanha que coloca as farm◊cias como agentes na comunica◊◊o contra a viol◊ncia dom◊stica. Fruto de uma parceria entre a Associa◊◊o dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacion [...]

#Concurso | 03 DE JULHO DE 2020

CONCURSO PÚBLICO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXERÉ

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito